Pastor morre após passar 30 dias em jejum tentando imitar Jesus

Um pastor Alfred Ndlovu, 44 anos, da África do Sul tentou imitar Jesus Cristo, que jejuou no deserto durante 40 dias e 40 noites para se preparar para o seu ministério como escrito nos evangelhos de Lucas, Marcos e Mateus, mas acabou morrendo antes de conseguir a proeza.

O portal americano The CrhistianPost informou que o pastor morreu de desnutrição depois de suportar 30 dias sem comida e água no deserto sul africano, informação também do site Buzz da África do Sul.

Seu corpo foi encontrado deitado no chão no deserto por um homem que passava pela área. O homem não identificado alertou a polícia, que então informou sua família e congregação sobre o que tinha acontecido.

A morte do pastor veio como um choque para a família, membros da igreja e da comunidade em geral.

“Ele era um homem muito espiritual. É lamentável que ele tinha que morrer dessa maneira. Depois de um mês nós temos a triste notícia de sua morte”, disse um parente próximo.

Ndlovu era muito conhecido em sua igreja e comunidade como uma pessoa muito espiritual “com uma fé que podia mover montanhas”, de acordo com o site Buzz África do Sul.

O pastor teria saído de casa para fazer uma “viagem espiritual” em 17 de junho assim como Jesus, Ndlovu deixou as coisas do mundo para atrás estava buscando a Deus com este propósito, informou.

O pastor não tinha história de doença e estava muito saudável quando ele partiu para a jornada espiritual, de acordo com o site de notícias.

No Novo Testamento, várias passagens referem-se a permanência de Jesus no deserto deserto  após seu batismo por João Batista.

As passagens afirmam que o Espírito Santo conduziu Jesus ao deserto deserto onde foi tentado três vezes pelo Diabo. Jesus recusou as ofertas do diabo e permaneceu fiel à vontade de Deus para sua vida.

Moisés e Elias foram os outros personagens bíblicos que foram para o deserto por períodos de jejum, oração e testes.Jm noticias
Feito por: Bruno Alexandre Web -