João Sereno promove encontro de artistas juazeirenses na capital, Salvador


Juazeiro da Bahia é famosa e admirada por ser uma terra rica em cultura e de forte expressão musical. Através dos acordes de um dos seu filhos, João Gilberto, a cidade ficou conhecida mundialmente como a terra da Bossa Nova.
Luiz Galvão, juazeirense e um dos criadores dos “Novos Baianos”, em uma das suas poesias, definiu muito bem a alma de sua terra, quando disse: “A respiração de Juazeiro é poética”.
A respiração dele é poética, assim como a de João Gilberto, Ivete Sangalo, Manuca Almeida, Targino Gondim, Raimundo do Acordeon e tantos outros inspirados e inspiradores artistas. Assim como é poética a alma de João Sereno, cantor, compositor, gente boa e também um entusiasta dos talentos juazeirenses, que ele faz questão de aplaudir e divulgar por onde anda. Foi assim, querendo celebrar a poesia e o talento dos artistas da sua terra, que ele, João Sereno, criou “O encontro de Juazeirenses e Amigos”, um show com múltiplos e muitos artistas juazeirenses e/ou amigos de artistas juazeirenses. O encontro acontece na capital baiana há 4 anos. A escolha da cidade de Salvador para este encontro, foi por uma questão muito prática: João Sereno é músico respeitado por lá, onde fez da música sua profissão e conquistou muitos amigos.
O encontro de Juazeirenses e Amigos em Salvador-BA, já virou uma tradição e vai acontecer no dia 17 de Setembro às 12h30, no espaço “Grande Sertão”. Nesta quarta edição, João Sereno convidou os cantos de Sibelle Fonseca, Flávio Baião, Raimundinho do Acordeon, Paulo César, da dupla Neto e Mundinho e de quem mais chegar.
“EnCantos”, vai levar a música e a energia de Juazeiro para a capital. E lá, a festa sob a batuta de João Sereno, será completa. De amigos. De canções. De poesia e de muita troca de acordes, vozes e vivencias musicais.
Um encontro que promete. Porque quem conhece João Sereno, músico mestre em todos os ritmos, que criou Som Gon – uma mistura de viola, pandeiro, Guitarra, baixo e bateria, compôs com vários artistas renomados, coleciona cinco discos e fez shows na França e na Itália, sabe que o que vem dele só pode ser coisa boa. Coisa boa da Bahia. Coisa boa de Juazeiro. Os de lá e os de cá, estão todos convidados. Podem se chegar.( FontePretonoBranco)
Feito por: Bruno Alexandre Web -