Em PE, morre criança com doença crônica que estava sem medicamento

José Wesley Januário
(Foto: Reprodução / TV Grande Rio)
Morreu na noite da sexta-feira (22) o garoto José Wesley Januário, de 7 anos, que tinha artrite reumatóide juvenil, uma doença que afeta as articulações e impede o crescimento. Desde janeiro deste ano, ele estava sem o medicamento que deveria estar sendo fornecido pelo Governo do Estado de Pernambuco.
O velório aconteceu na casa da família no bairro Antônio Cassimiro I em Petrolina, no Sertão pernambucano. O pai do menino, José Dorgival da Silva conta que José wesley chegou a ser levado para o hospital quando apresentou uma piora no quadro de saúde.
“Ele estava com uma tosse seca e fomos ontem para o hospital. A médica passou um remédio para dor e deram alta para ele. Quando cheguei na frente de casa para pegar o dinheiro para o táxi, a minha mulher gritou que Wesley não estava falando mais. Eu corri e quando peguei no braço ele já estava sem fôlego”, lamentou o pai.

José Wesley tomava o medicamento desde o ano de 2014, quando a família ganhou na justiça o direito de recebê-lo de graça do estado de Pernambuco. No início de abril, o Governo de Pernambuco informou ao G1 que estava em processo de compra do medicamento e que estava em contato com o laboratório fabricante para tentar adquirir o remédio, mas não deu um prazo para quando ele seria enviado à família.
“A gente tentou de todo jeito, mas não teve como adquirir o medicamento. O juiz deu a sentença para o estado fornecer. Pelo que pude ver, foi má vontade do estado de Pernambuco em fornecer o medicamento ao meu filho”, disse o pai de José Wesley.
Segundo o pai do menino, no laudo médico consta que a causa da morte é desconhecida. A Secretaria de Saúde do estado informou por nota que ainda está tentando agilizar o processo de aquisição de medicamentos para as farmácias do estado.
Remédio está em falta na farmácia do estado de
Pernambuco (Foto: Reprodução / TV Grande Rio)














G1
Feito por: Bruno Alexandre Web -