DEPUTADA PEDE FIM DA CORRUPÇÃO E MARIDO É PRESO PELO A PF EM MENOS DE 12 HORAS

Durante a votação pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), no domingo (17), a deputada Raquel Muniz (PSD-MG), ao declarar o "sim" pelo impeachment, aproveitou para pedir o fim da corrupção e homenagear o seu marido, o prefeito de Montes Claros (MG), Ruy Adriano Borges Muniz (PSB).
O que não era possível imaginar, é que menos de 12 horas depois do seu pedido, o marido de Raquel foi preso preventivamente pela Polícia Federal durante a operação "Máscara da Sanidade II - Sabotadores da Saúde" em Brasília (DF).
O gestor teria usado meios fraudulentos para beneficiar o Hospital das Clínicas Mario Ribeiro da Silveira, de sua propriedade, ao tentar inviabilizar o funcionamento do Hospital Universitário Clemente Faria, Santa Casa, Aroldo Tourinho e Dilson Goldinho. A secretária de Saúde também foi alvo de mandado de prisão, Ana Paula Nascimento.
A operação deve cumprir quatro mandados de busca e apreensão na prefeitura, secretária de saúde e na casa dos suspeitos, sendo que o prefeito e a secretária de saúde devem responder por falsidade ideológica majorada, dispensa indevida de licitação pública, estelionato majorado, prevaricação e peculato.
Paraiba.com
Feito por: Bruno Alexandre Web -